O Mercado De Trabalho: Uma Perspectiva De Longa Duração

  • ALEXANDRE DE FREITAS BARBOSA Universidade de São Paulo; Instituto de Estudos Brasileiros

Resumo

O presente artigo tem por objetivo traçar as características gerais do processo de formação do mercado de trabalho no Brasil. Três períodos são priorizados: colônia; a transição de 1850 a 1930; e a nacionalização do mercado de trabalho (1930 a 1980). Os elementos estruturais de cada período são esmiuçados. Dessa forma, procura-se apontar para os elementos de continuidade e descontinuidade que darão sentido ao mercado de trabalho no Brasil durante a consolidação do capitalismo. O resultado é um mercado de trabalho heterogêneo, com altas taxas de assalariamento, mas também caracterizado pela precarização sob várias formas, gerando uma sociedade desigual, mas num sentido completamente diferente do verificado nos períodos anteriores. Ainda assim, o peso da história é uma presença ativa nessa sociedade capitalista, moderna e excludente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-01
Como Citar
BARBOSA, A. (2016). O Mercado De Trabalho: Uma Perspectiva De Longa Duração . Estudos Avançados, 30(87), 7-28. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/119112
Seção
Mercado de Trabalho