Capitalismo financeiro-rentista

  • Luiz Carlos Bresser-Pereira Fundação Getulio Vargas
Palavras-chave: Capitalismo, Tecnoburocratas, Financistas, Rentistas, Capitalismo financeiro-rentista

Resumo

Desde o início do século XX existem no capitalismo três classes sociais básicas: a classe capitalista ou burguesia, a classe trabalhadora e a classe profissional ou tecnoburocracia. Na primeira parte do século, os altos tecnoburocratas substituíram os empresários na gestão das grandes empresas; a partir dos anos 1980, os capitalistas rentistas, muitos deles herdeiros, substituíram os empresários na propriedade dessas empresas. Para administrar sua riqueza surgiu uma classe especial de profissionais, os financistas, jovens brilhantes formados nas melhores universidades, que assumiram também o papel de ideólogos ou intelectuais orgânicos dos rentistas e adotaram o neoliberalismo como ideologia e ou a teoria econômica neoclássica, ou a austríaca, como justificação supostamente científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-01
Como Citar
Bresser-Pereira, L. (2018). Capitalismo financeiro-rentista. Estudos Avançados, 32(92), 17-29. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/146435
Seção
Política e Dinheiro