A abordagem histórico-investigativa no ensino de Ciências

  • Renata F. M. Batista Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos
  • Cibelle Celestino Silva Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos
Palavras-chave: Abordagem histórico-investigativa, Ensino de Ciências, Atividades experimentais, História da ciência

Resumo

A abordagem Histórico-Investigativa (HI) vem sendo construída ao longo das duas últimas décadas no contexto da busca por caminhos para incentivar motivação, engajamento e argumentação dos alunos em sala de aula. A HI destaca-se por propiciar competências relevantes ao fazer científico, além de tornar os alunos mais ativos e participativos do processo de aprendizagem e contextualizar os conhecimentos escolares. Essa abordagem caracteriza-se pelo uso de atividades experimentais de cunho investigativo, pautadas por episódios históricos, centradas nos alunos e orientadas pelo professor, de modo a criar situações de ensino e aprendizagem que propiciem a reflexão sobre conteúdos específicos da ciência e conteúdos metacientíficos, a prática experimental e a argumentação. Este artigo discute as bases pedagógicas e epistemológicas, objetivos e contribuições da abordagem histórico-investigativa aoEnsino de Ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata F. M. Batista, Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos

é doutoranda do Departamento de Física Teórica do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo.

Cibelle Celestino Silva, Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos

é pesquisadora e professora do Departamento de Física Teórica do Instituto de Física de São Carlos. Universidade de São Paulo.

Publicado
2018-12-13
Como Citar
Batista, R., & Silva, C. (2018). A abordagem histórico-investigativa no ensino de Ciências. Estudos Avançados, 32(94), 97-110. https://doi.org/10.1590/s0103-40142018.3294.0008
Seção
Ensino de ciências