Energia solar e desenvolvimento sustentável no Semiárido: o desafio da integração de políticas públicas

Palavras-chave: Sustentabilidade, Políticas sociais, Energia solar, Integração de políticas, Abordagem Nexus

Resumo

A organização burocrática do Estado obedece a uma lógica de fragmentação setorial, tal como na Academia o conhecimento tende a ser construído segundo recortes disciplinares. A especialização contribui para o melhor equacionamento de desafios, mas pode esbarrar no enfrentamento de problemas complexos que exijam maior integração. Políticas pública setoriais por vezes resultam em jogos de soma zero, quando em interação com outros eixos de intervenção. O presente estudo explora a ideia da integração de políticas sociais, econômicas e ambientais, em torno da questão energética, com foco na região semiárida do Nordeste brasileiro. A partir da abordagem Nexus (que integra as seguranças hídrica, energética e alimentar), que tem no recurso natural água seu eixo central, o estudo propõe a o fomento à geração de energia fotovoltaica por agricultores familiares, como forma de promover sinergias positivas das políticas social, ambiental e econômica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-01
Como Citar
Bursztyn, M. (2020). Energia solar e desenvolvimento sustentável no Semiárido: o desafio da integração de políticas públicas. Estudos Avançados, 34(98), 167-186. https://doi.org/10.1590/s0103-4014.2020.3498.011
Seção
Ambiente e desenvolvimento