Regimes de crescimento econômico no Brasil: evidências empíricas e implicações de política

  • Eliane Araújo Universidade Estadual de Maringá
  • Paulo Gala FGV; Escola de Economia de São Paulo
Palavras-chave: Regimes de crescimento, Política cambial, Economia brasileira

Resumo

Este artigo investiga o regime de crescimento vigente na economia brasileira de 2001 a 2009, apresentando um modelo teórico que serve de base para a investigação empírica referente à economia brasileira. Os resultados mostram que internamente o regime de crescimento da economia brasileira é do tipo wage-led, mas quando se considera o setor externo, esse pode ser caracterizado como profit-led. Isso traz implicações importantes para a análise convencional dos efeitos de uma depreciação da taxa de câmbio sobre a produção doméstica, mais especificamente que uma depreciação na taxa de câmbio tende a ter efeitos expansionistas sobre a produção nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-08-01
Como Citar
Araújo, E., & Gala, P. (2012). Regimes de crescimento econômico no Brasil: evidências empíricas e implicações de política . Estudos Avançados, 26(75), 41-56. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/39483
Seção
Novo Desenvolvimento