Migração internacional e desenvolvimento econômico

  • Jan Brzozowski Universidade de Economia de Cracóvia
Palavras-chave: Emigração e desenvolvimento econômico, Desenvolvimento econômico do Brasil

Resumo

O Brasil é um país com uma longa tradição imigratória, porém a emigração internacional é um fenômeno recente. A inversão migratória começou na década de 1980, quando a saída de brasileiros para o exterior evoluiu de maneira considerável. Esse processo foi continuado nas décadas seguintes, convertendo um típico país de imigração numa nação de emigração. Assim, surgiu a diáspora brasileira, estimada atualmente em 3,7 milhões de pessoas. A diáspora constitui um grande desafio para o país, especialmente em relação às consequências econômicas da emigração, visto que esses movimentos deverão ainda se intensificar. O presente trabalho tem como principal objetivo descrever as vinculações entre a emigração e desenvolvimento econômico de país de origem. Ao apresentar teorias de migração internacional, procede-se a uma análise dos estudos que analisam as consequências econômicas da emigração. A apresentação dessa contribuição teorética e empírica na área da economia de migração é necessária na compreensão do problema brasileiro. O autor formula uma hipótese de que no atual quadro emigratório a economia brasileira deve se beneficiar dos movimentos internacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-08-01
Como Citar
Brzozowski, J. (2012). Migração internacional e desenvolvimento econômico . Estudos Avançados, 26(75), 137-156. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/39488
Seção
Novo Desenvolvimento