O mundo coberto de penas Família e utopia em Vidas secas

  • Maria Helena Souza Patto Universidade de São Paulo; Instituto de Psicologia
Palavras-chave: Graciliano Ramos, Vidas secas, Relações familiares, Sonho e realidade, Utopia

Resumo

O texto analisa a trama dos sonhos, dos desejos e da realidade de uma família de retirantes nordestinos que, tratados como bichos, sonham um dia fazer valer sua condição de homens. Embora atravessada pela dúvida e pela incerteza impostas pelos obstáculos de uma realidade desumana, a narrativa fala também da persistência de sonhos e desejos que não deixa morrer a esperança utópica dos personagens e do próprio autor, ainda que vaga, do advento de um mundo humanizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-12-01
Como Citar
Patto, M. (2012). O mundo coberto de penas Família e utopia em Vidas secas. Estudos Avançados, 26(76), 225-236. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/47553
Seção
Graciliano Ramos: 120 anos