Regime fiscal, investimento em petróleo e opções reais

Autores

  • Fernando Antonio Slaibe Postali Universidadede São Paulo; Faculdade de Economia Administração e Contabilidade; Departamento de Economia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502009000200002

Resumo

O objetivo deste artigo é avaliar o impacto dos benefícios governamentais da indústria do petróleo no Brasil - royalties e Participações Especiais - na decisão de investir no desenvolvimento de reservas de petróleo. Utilizamos a metodologia de opções reais, que considera o valor das flexibilidades gerenciais no projeto de investimento. O modelo admite a opção de esperar e a opção de abandonar, no qual se simula o impacto de diferentes estruturas de alíquotas de royalties e de Participações Especiais sobre as razões preço-custo que determinam o desenvolvimento da reserva ou a saída da indústria. A partir de umexperimento deMonte Carlo, estima-se uma trajetória para o preço e para o custo operacional, comvistas a avaliar as receitas esperadas para o governo sob cada estrutura de alíquotas. Os resultados sugerem que as Participações Especiais, apesar de seu potencial arrecadatório maior, podem retrair a decisão de investir tanto quanto (ou mesmo mais que) os royalties. Desta forma, a ampliação desta modalidade tributária, cuja discussão foi motivada pelas recém anunciadas descobertas do pré-sal, pode não ser uma boa iniciativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-01

Como Citar

Postali, F. A. S. (2009). Regime fiscal, investimento em petróleo e opções reais. Economia Aplicada, 13(2), 207-230. https://doi.org/10.1590/S1413-80502009000200002

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)