Investimentos estaduais públicos e privados: "bens" substitutos ou complementares?

Autores

  • Nathalie Gimenes Sanches University of London
  • Fabiana Rocha USP; FEA

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502010000200006

Palavras-chave:

Investimento público, Investimento privado, Modelos de dados em painel

Resumo

O objetivo deste artigo é quantificar a relação entre os investimentos público e privado durante o período 1991-2004. Os resultados obtidos confirmam, para o Brasil e seus Estados, a existência de uma forte relação de complementaridade entre os dois tipos de investimento, sendo que as estimativas variam entre (0,740) e (1,135). Somente no caso dos estados de Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Pernambuco e Sergipe as elasticidades são relativamente baixas, variando entre (0,447) e (0,668).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-06-01

Como Citar

Sanches, N. G., & Rocha, F. (2010). Investimentos estaduais públicos e privados: "bens" substitutos ou complementares?. Economia Aplicada, 14(2), 211-223. https://doi.org/10.1590/S1413-80502010000200006

Edição

Seção

Artigos