Abordagem discreta para a dinâmica da taxa Selic-meta

Autores

  • Sidney Martins Caetano UFV; Programa de Pós-Graduação em Economia
  • Geraldo Edmundo Silva Jr UFSCar; Programa de Pós-Graduação em Economia
  • Wilson Luiz Rotatori Corrêa UFJF; Curso de Mestrado em Economia Aplicada

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200003

Palavras-chave:

Política Monetária, Regra de Taylor, Abordagem Discreta Não Estacionária

Resumo

O presente artigo utiliza abordagem discreta não estacionaria para modelar taxa de juros no Brasil. O diferencial está em abordar o problema em termos das decisões de alta, baixa ou manutenção da taxa Selic tomadas pelo Copom como uma decisão discreta ao invés de contínua. O modelo proposto se mostra parcimonioso e capaz de prever 83% das decisões do Copom. O modelo permite que os parâmetros estimados que definem o limiar para o qual o Copom tomaria a decisão sejam assimétricos, mas não encontra diferenças significativas entre os limiares de alta e baixa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Caetano, S. M., Silva Jr, G. E., & Corrêa, W. L. R. (2011). Abordagem discreta para a dinâmica da taxa Selic-meta. Economia Aplicada, 15(2), 199-221. https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200003

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)