Interações e encadeamentos setoriais com os modais de transporte: uma análise para diferentes destinos das exportações brasileiras

Autores

  • Admir Antônio Betarelli Junior UFMG; CEDEPLAR
  • Suzana Quinet de Andrade Bastos UFJF; FE; Programa de Pós-graduação em Economia Aplicada
  • Fernando Salgueiro Perobelli UFJF; FE; Programa de Pós-graduação em Economia Aplicada

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200004

Palavras-chave:

Insumo^i1^sprod, coeficientes de requerimentos, encadeamentos, modais de transportes, exportação

Resumo

Este artigo analisa as interações e os encadeamentos da estrutura produtiva com os modais de transporte para diferentes destinos das exportações brasileiras através da utilização de uma matriz híbrida de insumoproduto do ano de 2005. Assim, calculam-se os coeficientes de requerimentos, os índices de Rasmussem-Hirshman, as estatísticas de variabilidade e o campo de influência. Dentre os resultados alcançados, as exportações para o Aladi e Mercosul são dependentes da oferta ferroviária, a interdependência rodoviária é bem distribuída e o modal marítimo classifica-se como modal-chave para as exportações para China, Nafta e União Européia. Ademais, o minério de ferro se destaca sobre a demanda de todos os modais quando exporta à China.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Betarelli Junior, A. A., Bastos, S. Q. de A., & Perobelli, F. S. (2011). Interações e encadeamentos setoriais com os modais de transporte: uma análise para diferentes destinos das exportações brasileiras. Economia Aplicada, 15(2), 223-258. https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200004

Edição

Seção

Artigos