Ciclos políticos eleitorais e a interação espacial de políticas fiscais entre os municípios brasileiros

Autores

  • Raphael Almeida Videira Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Enlinson Mattos FGV; Escola de Economia de Sao Paulo

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200005

Palavras-chave:

Ciclos políticos eleitorais, spillover, yardstick competition

Resumo

Este trabalho investiga se existe interação espacial para os gastos municipais (saúde, educação e investimentos) tendo como base o modelo tradicional de ciclos políticos eleitorais. O teste realizado compreende o período entre 1997 e 2008 e segue Lockwood & Migali (2009). Os resultados sugerem interação espacial positiva para as despesas de saúde e educação, sendo que em ano eleitoral este aumento médio seja potencializado para os gastos com educação e investimentos. Nossos resultados sugerem que o aumento de gastos em períodos eleitorais pode ocorrer não de forma absoluta, mas sim em resposta à política fiscal adotada pelos municípios vizinhos, de forma relativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Videira, R. A., & Mattos, E. (2011). Ciclos políticos eleitorais e a interação espacial de políticas fiscais entre os municípios brasileiros. Economia Aplicada, 15(2), 259-286. https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200005

Edição

Seção

Artigos