Desempenho no vestibular, background familiar e evasão: evidências da UFPE

Autores

  • Breno Sampaio University of Illinois at Urbana Champaign
  • Yony Sampaio Universidade Federal de Pernambuco
  • Euler P. G. de Mello University of Illinois at Urbana Champaign
  • Andrea S Melo Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200006

Palavras-chave:

Desempenho no Vestibular, Evasão Escolar, Ensino Superior^i1^sDesiguald

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender a decisão de evasão de estudantes universitários, assunto ainda pouco entendido no Brasil. Ênfase é dada à relação entre renda, desempenho no vestibular, evasão e a probabilidade de tentar nova carreira em novo vestibular. Atenção também é dada ao efeito escola pública e cursinho pré-vestibular. Os resultados mostram que renda tem papel fundamental não só por proporcionar aos mais ricos melhores condições de estudo (escolas privadas, cursinhos), mas também por possibilitar ao aluno maior oportunidade de escolha da carreira que melhor se adeque as suas aptidões, favorecendo assim a permanência da desigualdade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Sampaio, B., Sampaio, Y., Mello, E. P. G. de, & Melo, A. S. (2011). Desempenho no vestibular, background familiar e evasão: evidências da UFPE. Economia Aplicada, 15(2), 287-309. https://doi.org/10.1590/S1413-80502011000200006

Edição

Seção

Artigos