Fractional Integration and Its Influence on Unit Root and Co- Integration Analysis

Autores

  • Guilherme de Oliveira Lima C. Marques Universidade Federal do ABC

DOI:

https://doi.org/10.11606/1413-8050/ea149593

Palavras-chave:

Teste de raiz unitária, integração fracionária, memória longa, co-integração, simulações de Monte Carlo

Resumo

Este estudo avalia o poder dos testes tradicionais de raízes unitárias e de co-integração, quando aplicados em processos estocásticos fracionariamente integrados no intervalo 0 ≤ d ≤ 1 . Foram conduzidas simulações de Monte Carlo para avaliar a sensibilidade dos testes de raízes unitárias em distinguir as condições I(1) − I(0) das condições fracionárias. Nossos resultados mostraram que os testes possuem individualmente baixo poder quando aplicados em séries pequenas com memória longa. No entanto, percebemos que sob determinadas condições os testes de raízes unitárias podem apresentar resultados que podem ajudar a evitar o problema da super-diferenciação na análise de estacionariedade das séries. Na análise de co-integração, considerando alternativas fracionárias no intervalo 0 ≤ d ≤ 0.6, encontramos condições que podem conduzir a resultados satisfatórios

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-09-01

Como Citar

Marques, G. de O. L. C. (2016). Fractional Integration and Its Influence on Unit Root and Co- Integration Analysis. Economia Aplicada, 20(3), 333-350. https://doi.org/10.11606/1413-8050/ea149593

Edição

Seção

Artigos