Uma análise dos efeitos da interação da universidade com empresas sobre a produtividade acadêmica

Autores

  • Renato de Castro Garcia Universidade Estadual de Campinas
  • Veneziano de Castro Araújo Universidade Federal de São Paulo
  • Emerson Gomes dos Santos Universidade Federal de São Paulo
  • Suelene Mascarini Universidade de São Paulo
  • Ariana Costa Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/1413-8050/ea149181

Palavras-chave:

Interação universidade-empresa, produtividade acadê- mica, conhecimento e inovação.

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o efeito das colaborações da universidade com as empresas sobre a produtividade acadêmica dos grupos de pesquisa no Brasil. Para isso, foi utilizada uma técnica de pareamento por propensity score para formação de grupos de controle, o que permitiu comparar, por meio da estimação de dois modelos empíricos, a produtividade acadêmica dos grupos de pesquisa que colaboram com empresas com a dos grupos que não interagem. Os principais resultados mostram que a interação com as firmas exerce efeitos positivos sobre a produtividade acadêmica dos grupos de pesquisa e esse efeito é amplificado no caso dos grupos de pesquisa que interagem de modo contínuo com empresas, em comparação com os grupos de pesquisa que interagem pontualmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-01

Como Citar

Garcia, R. de C., Araújo, V. de C., Santos, E. G. dos, Mascarini, S., & Costa, A. (2017). Uma análise dos efeitos da interação da universidade com empresas sobre a produtividade acadêmica. Economia Aplicada, 21(1), 5-28. https://doi.org/10.11606/1413-8050/ea149181

Edição

Seção

Artigos