[1]
Souza, T. e Silva, C. 2018. Déficits Gêmeos no Brasil: Qual a Relação de Causalidade?. Economia Aplicada. 22, 1 (mar. 2018), 87-108. DOI:https://doi.org/10.11606/1980-5330/ea154349.