[1]
F. D. Almeida e J. Angelo Divino, “Risco de crédito e as políticas monetárias convencional e não convencional: o caso brasileiro”, Econ. Aplic., vol. 23, nº 4, p. 27-52, dez. 2019.