A Evolução dos Bancos Centrais e Seus Desafios no Contexto da Globalização Financeira

  • Maria Cristina Penido de Freitas Pesquisadora sênior da Diretoria de Economia do Setor Público da Fundação do Desenvolvimento Administrativo de São Paulo (Fundap/DIESP)
Palavras-chave: banco central, regulamentação bancária, concorrência bancária, globalização financeira, economia pós-keynesiana

Resumo

O objetivo desse artigo é analisar, a partir do referencial pós-keynesiano, a evolução histórica das funções dos bancos centrais, e ao mesmo tempo discutir os fundamentos teóricos da necessidade de um banco central e da regulamentação bancária. Procura-se mostrar que, ao invés de ser uma “invenção” estatal, o banco central é produto do desenvolvimento histórico e institucional da economia capitalista e que suas funções nascem e se desenvolvem de forma interligada. Pretende-se também discutir as contradições existentes entre duas das principais funções dos banqueiros centrais - controle da moeda e do crédito e prestamista em última instância - e os desafios atuais à atuação dos bancos centrais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-07-14
Seção
Artigo