Forecasting USD-BRL Currency Rate Volatility Using Realized and Implied Volatilities Data

  • Carlos Heitor Campani Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ) - COPPEAD Graduate School of Business http://orcid.org/0000-0003-1896-7837
  • Assis Gustavo da Silva Duraes Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Palavras-chave: Previsão de Volatilidade, Modelos GARCH, Mercado de Câmbio no Brasil, Índices de volatilidade implícita

Resumo

Este artigo avalia o impacto de variáveis exógenas nos modelos GARCH, quando aplicado
às previsões de volatilidade para o mercado de câmbio brasileiro USD-BRL. Como variáveis
exógenas, foram utilizadas a variância realizada, baseada em dados de alta frequência, e o
índice FXVol, baseado em dados de volatilidade implícita no mercado. Este é o primeiro estudo
a utilizar o índice FXVol e a investigar seus efeitos sobre a volatilidade cambial brasileira.
Os resultados indicam significância estatística da superioridade dos modelos estendidos ao
prever a volatilidade. Concluímos que os dados de alta frequência e a volatilidade implícita do
mercado contêm informações relevantes com relação à volatilidade cambial do USD-BRL. Essas
descobertas são relevantes para hedgers, especuladores e profissionais em geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Heitor Campani, Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ) - COPPEAD Graduate School of Business

COPPEAD Graduate School of Business - Professor of Finance

Publicado
2018-11-12
Seção
Artigo