Crimes nos municípios do Rio Grande do Sul: análise a partir de um índice geral de criminalidade

  • Renan Xavier Cortes Universidade da California, Riverside
  • Adelar Fochezatto Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)
  • Paulo de Andrade Jacinto Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico de Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Economia do Crime, Índice de Criminalidade Municipal, Econometria Espaço-Temporal, Inferência Bayesiana, INLA.

Resumo

A Economia do Crime dedica-se em estudar a atividade humana considerada ilegal e mensurá-la de maneira apropriada constitui um grande desafio na literatura. Este artigo propõe uma metodologia de mensuração da atividade criminal nos municípios do Rio Grande do Sul combinando diversos tipos de ocorrências criminais em uma série histórica de 2002 até 2015. Fazendo uso de um refinado modelo espaço-temporal Bayesiano, com a metodologia Integrated Nested Laplace Approximation, os resultados encontrados buscam mensurar a criminalidade geral contornando problemas de estimações como alta volatilidade e raridade de ocorrências em localidades pouco habitadas. Ademais, os índices construídos contemplam a gravidade específica de cada crime e representam uma interpretabilidade simples.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Xavier Cortes, Universidade da California, Riverside

Doutor em Economia do Desenvolvimento (PUCRS) pelo Departamento de Economia da PUCRS, Mestre em Estatística (UFMG) e Bacharel em Estatística (UFRGS). Atualmente, realiza pos-doutorado na Universidade da California, Riverside.

Adelar Fochezatto, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com doutorado-sanduíche na École des Hautes Etudes en Sciences Sociales de Paris, DELTA/EHESS. Professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Presidente da Fundação de Economia e Estatística (FEE), 2007-2010. Diretor da Associação Nacional das Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística (ANIPES), 2007-2010. Diretor da Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia (PUCRS), 2012-2014. Possui vários artigos publicados em periódicos da área da economia e tem experiência em pesquisas econômicas, principalmente em temas ligados ao crescimento econômico, economia regional, modelos multissetoriais e agronegócios.
Paulo de Andrade Jacinto, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico de Universidade Federal do Paraná
Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Maringá (1992), mestrado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997) e doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Métodos Quantitativos em Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: mercado de trabalho, economia da saúde, pobreza e economia regional. Desde 2017 é professor titular do Departamento de Economia da Universidade Federal do Paraná.
Publicado
2018-09-05
Seção
Artigo