Multiplicadores Fiscais Dependentes do Ciclo Econômico

O que é possível dizer para o Brasil?

  • Renan Santos Alves Fundação Getúlio Vargas
  • Fabiana Fontes Rocha Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
  • Sérgio Wulff Gobetti Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Palavras-chave: Multiplicador fiscal, modelos não lineares, Projeção local de Jordà.

Resumo

O objetivo deste artigo é investigar se os multiplicadores de gastos do governo diferem de acordo com o estado do ciclo de negócios para o período 1997: T1-2017: T2. Para tanto, é utilizado o Método de Projeção Local de Jordà para estimar as funções-resposta a impulso e os multiplicadores fiscais sob dois regimes diferentes: recessão e expansão. Contrariamente ao resultado mais comum encontrado na literatura, os multiplicadores são maiores nas expansões do que nas contrações, embora a diferença entre ambos não seja estatisticamente significante. Estes resultados são robustos, exceto quando a variável que define o estado da economia é o hiato do produto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-11-29
Seção
Artigo