Pode o Crédito Direcionado ao Investimento Agravar a Dominância Fiscal?

Palavras-chave: Modelos DSGE, Crédito Direcionado, Dominância Fiscal

Resumo

Este trabalho analisa se a utilização de crédito direcionado (subsidiado) ao investimento pode agravar a dominância fiscal. Para tanto, utiliza-se um modelo novo-keynesiano com subsídio na aquisição de bens de investimento para firma produtora de bens de capitais. Os resultados apresentam que o aumento no subsídio força o governo a utilizar imposto inflacionário para ajustar seu orçamento (dominância fiscal), contudo esse efeito é de curtíssimo prazo, na sequência, um forte corte nos gastos correntes do governo ajusta o superávit primário levando a economia à recessão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Celso José Costa Junior, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Pós-doutorado em Economia FGV/EESP e autor do livro "Understanding DSGE models".

Karlo Marques Junior, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutor em Desenvolvimento Econômico PPGDE-UFPR

Publicado
2019-09-30
Seção
Artigo