Produção coletiva reelaborada em escrita autoral: A estrutura formal de Taketori Monogatari

Palavras-chave: Taketori monogatari, Narrativas monogatari, Morfologia do conto maravilhoso, Framing-stories Framed-stories, Inserted-stories

Resumo

A narrativa intitulada Taketori monogatari (A Narrativa do Cortador de Bambus, século IX ou X) é o exemplar mais antigo das narrativas ditas monogatari e um dos primeiros textos literários em prosa produzidos durante a Corte Heian (794-1185), considerada a época áurea das letras clássicas japonesas. Todavia, trata-se de uma obra singular dentro da produção literária de Heian, uma vez que é paradoxalmente arcaica e inovadora, conservando estruturas formais que remetem a tradições literárias anteriores, ao mesmo tempo em que antecipa novos procedimentos. Pretendo, neste trabalho, evidenciar o lugar peculiar que a narrativa ocupa na tradição literária japonesa, abordando algumas de suas estruturas formais e discutindo de que maneira elas contribuem para o desenvolvimento do enredo tal como ele se apresenta.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-08
Como Citar
Abreu, T. (2018). Produção coletiva reelaborada em escrita autoral: A estrutura formal de Taketori Monogatari. Estudos Japoneses, (40), 11-21. https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i40p11-21
Seção
Artigos