[1]
S. Reis, Do prestígio e da construção da imortalidade: os Sanjûrokkasen através das três primeiras coletâneas imperiais e Man’yôshû, Estud. jpn., nº 38, p. 81-96, ago. 2017.