Uma discussão sobre as práticas de anorexia e bulimia como estéticas de existência

  • Marisa Helena Silva Farah Universidade de São Paulo
  • Cecilia Hanna Mate Universidade de São Paulo

Resumo

Este artigo tem por finalidade apresentar a análise realizada a respeito das práticas de emagrecimento, manutenção do peso e das formas corporais, a partir do relato de jovens anoréxicas e bulímicas autodenominadas Annas e Mias, no espaço virtual. Tem como objetivo educacional trazer situações de vida jovem na contemporaneidade para pensá-las nos contextos escolares, considerando que a temática do emagrecimento frequentemente atravessa o período da adolescência, fase marcada pelo relacionamento com diferentes professores das áreas específicas. As fontes utilizadas para a análise aqui feita são textos descritivos que se apresentam nos blogs dessas jovens, por meio dos quais manifestam as regras de conduta para tornarem-se Annas e Mias. A análise realizada em torno dessas práticas e discursos ensejou a possibilidade de inseri-las em três conjuntos de experiências, que se imbricam: as experiências das modificações corporais, as experiências identitárias virtuais e as experiências de si. Com essas reflexões, quisemos mostrar que esses e outros acontecimentos, embora possam parecer distantes da sala de aula, atravessam os muros da escola, são visíveis, manifestam-se e podem nos ajudar a reinventar a docência.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-01
Como Citar
Farah, M., & Mate, C. (2015). Uma discussão sobre as práticas de anorexia e bulimia como estéticas de existência . Educação E Pesquisa, 41(4), 883-898. https://doi.org/10.1590/s1517-97022015021539
Seção
Artigos