Um novo olhar sobre a vida acadêmica: estudo de caso sobre as concepções de docentes

  • Joana G. Aguiar
  • Paulo Rogério Miranda Correia
Palavras-chave: Concepção dos docentes, Desenvolvimento docente, Ensino superior, Fragilidade pedagógica, Mapas conceituais

Resumo

As universidades têm investido tempo e dinheiro para melhoria da qualidade do ensino de graduação. Mesmo assim, os resultados obtidos ficam aquém das expectativas. Além disso, os docentes universitários estão inseridos em um ambiente profissional complexo em que o potencial de estresse é alto. Essas preocupações, de caráter global, levaram um docente britânico a propor o modelo da fragilidade pedagógica (MFP) como forma de integrar elementos-chave que descrevem as atividades docentes e os principais motivos que levam muitos docentes (incluindo os mais experientes) a adotar uma abordagem de ensino conservadora, tradicional, segura e, possivelmente, desatualizada. O objetivo deste artigo é apresentar uma breve revisão teórica sobre o MFP e explorar sua aplicação prática no cenário educacional brasileiro. Ao utilizar a metodologia de entrevistas baseadas na coconstrução de mapas conceituais, um estudo de caso foi conduzido com sete docentes universitários. As concepções e visões de ensino dos docentes foram analisadas e comparadas entre si considerando as dimensões do MFP. Os resultados mostraram que essas são individualizadas e sensíveis aos cursos e disciplinas que lecionam, às suas formações acadêmicas, ao tempo na carreira e aos valores do instituto, departamento ou escola a que pertencem. O MFP aliado ao mapeamento conceitual permitiu um diálogo aberto, franco e focado no indivíduo. As evidências sugerem uma potencialidade de aplicação do MFP para o desenvolvimento pedagógico docente no Brasil. Algumas contribuições, limitações e desafios à disseminação do modelo também são apresentados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-09-24
Como Citar
Aguiar, J., & Correia, P. R. (2019). Um novo olhar sobre a vida acadêmica: estudo de caso sobre as concepções de docentes. Educação E Pesquisa, 45, e193301. https://doi.org/10.1590/s1678-4634201945193301
Seção
Artigos