Universalidade e essencialidade: elementos de um discurso matemático

  • Lucas dos Santos Passos
  • José Pedro Machado Ribeiro Universidade Federal de Goiás
  • Vânia Lúcia Machado
Palavras-chave: Discurso matemático, Absolutismo-logocentrismo, Universalidade da matemática, Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, Educação matemática

Resumo

O presente artigo decorre de dados obtidos de nossa investigação de mestrado, finalizada em 2017, que buscou, na maior parte do tempo, estudar as tipologias de discursos no contexto de um subprojeto de matemática do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência. Na investigação, constituiu-se um agrupamento específico de enunciados, em desenhos e comentários, de cinco alunos e alunas bolsistas, caracterizados pela referência efetiva às figuras do universo, do mundo e/ou da natureza. Assim, a partir desse recorte do corpus, este trabalho busca rastear o funcionamento discursivo das referidas formulações, tomando-se a matemática mesma como objeto referencial dos discursos. Para tanto, filiando-se a pressupostos foucaultianos, pretende-se realizar uma análise enunciativa do efetivamente dito por meio de uma descrição dos domínios verticais das produções enunciativas a fim de expor suas regras de formação a partir de sua dispersão matemática. No final, ver-se-á que os enunciados estudados se reportam a uma exterioridade regida por uma historicidade estrita, em que as figuras da natureza, do mundo e do universo funcionam em meio à disseminação dos vetores de essencialidade, totalidade e universalidade matemática. Desde tal dispersão, os enunciados são caracterizados por um exaustivo monismo e estruturalismo, em que os objetos sempre facultam absolutidade e universalidade e, nessas linhas, o fechamento estrutural do jogo discursivo mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-09-26
Como Citar
Passos, L., Ribeiro, J. P., & Machado, V. (2019). Universalidade e essencialidade: elementos de um discurso matemático. Educação E Pesquisa, 45, e201342. https://doi.org/10.1590/s1678-4634201945201342
Seção
Artigos