OU DEUS OU NADA (A EXIGÊNCIA KANTIANA DE UM FUNDAMENTO INTERSUBJETIVO PARA DEUS CONTRA O HORROR ESPINOSISTA)

Autores

  • Homero Santiago Professor, Departamento de filosofia, Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2015.105732

Palavras-chave:

Kant, Espinosa, Deus, Moralidade.

Resumo

A partir da análise das críticas de Kant a um uso desmedido e acrítico da razão contidas em Que significa orientar-se no pensamento?, ensaio que marca a intervenção do autor na célebre Querela do panteísmo, pretendemos: 1) discernir a operação kantiana de assimilação entre pensamento e comunicação contra o denunciado subjetivismo de seus adversários; em seguida, 2) destacar que o criticismo em momento algum se propõe a inovar em assuntos morais, mas sim 3) exige uma fundamentação intersubjetiva da moralidade tal como tradicionalmente concebida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-23

Como Citar

Santiago, H. (2015). OU DEUS OU NADA (A EXIGÊNCIA KANTIANA DE UM FUNDAMENTO INTERSUBJETIVO PARA DEUS CONTRA O HORROR ESPINOSISTA). Cadernos Espinosanos, (33), 95-113. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2015.105732

Edição

Seção

Artigos