IMAGENS DA POLÍTICA E POLÍTICA DAS IMAGENS: DUAS TÓPICAS SOBRE HOBBES E A IMAGINAÇÃO

  • Fran de Oliveira Alavina Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Filosofia, Política, Retórica, Imaginação, Autor, Leitor

Resumo

A primeira parte do trabalho faz uma breve passagem por Maquiavel (O príncipe, capítulos XV e XVIII) para mostrar que a defesa de certo “realismo” na constituição da filosofia política não exclui a imaginação. A defesa da verdade efetiva das coisas contra as repúblicas imaginadas tem como efeito a afirmação de que na política não se pode operar sem imagens: quer o político, quer o pensador da política não devem desconsiderar a imaginação. Daí um olhar atento sobre aquilo que é próprio da imaginação: a capacidade de criar imagens. Nesse sentido, Hobbes aparece como herdeiro de uma tradição que se desdobra em duas tópicas: sua relação com a tradição retórica; os leitores de Maquiavel.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-29
Como Citar
Alavina, F. (2020). IMAGENS DA POLÍTICA E POLÍTICA DAS IMAGENS: DUAS TÓPICAS SOBRE HOBBES E A IMAGINAÇÃO. Cadernos Espinosanos, (42), 169 - 192. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2020.167287
Seção
Artigos