SOBRE O ANTICARTESIANISMO COM RELAÇÃO AOS PRIMEIROS PRINCÍPIOS DO CONHECIMENTO EM PASCAL E HUME

Autores

  • Dario Galvão

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2013.82951

Palavras-chave:

Hume, Pascal, anticartesianismo, princípios, conhecimento.

Resumo

O objetivo deste trabalho é refletir acerca da perspectiva anticartesiana que se manifesta nas obras de Pascal (1623-62) e Hume (1711-76), especificamente no que se refere à concepção filosófica dos primeiros princípios do conhecimento. Partindo da enunciação da mathesis universalis em Descartes, buscamos identificar como Pascal e Hume apresentam uma posição alternativa, assim como refletir acerca das semelhanças e divergências entre esses dois autores. As principais fontes de Pascal a serem consideradas são o opúsculo Do Espírito Geométrico (1656, publicado parcialmente em 1728) e o fragmento 72 (edição Brunschvicg) dos Pensamentos (1670). No caso de Hume, focaremos na Parte I do Livro I do Tratado acerca da natureza humana (1739-40) e na Investigação sobre o entendimento humano (1748).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-11

Como Citar

Galvão, D. (2013). SOBRE O ANTICARTESIANISMO COM RELAÇÃO AOS PRIMEIROS PRINCÍPIOS DO CONHECIMENTO EM PASCAL E HUME. Cadernos Espinosanos, (29). https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2013.82951

Edição

Seção

Artigos