Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Análise semiótica do comportamento vocal em duas gravações de “Sonhos”

Regina Machado, Clenio de Moura Abreu

Resumo


Este artigo apresenta uma análise do comportamento vocal em duas interpretações distintas da canção “Sonhos” do compositor Peninha. A primeira foi extraída do compacto gravado por Peninha em 1977, primeiro registro da canção. A segunda trata-se da versão de Caetano Veloso para o disco Cores, Nomes de 1982. Num primeiro momento foi desenvolvida uma análise cancional, na qual discorremos sobre os elos de melodia e letra no interior da canção, tendo como referencial teórico a Semiótica da Canção, prática descritiva desenvolvida por Luiz Tatit. Em seguida, a partir da escuta atenta dos dois fonogramas, foi realizada uma análise de cada uma das interpretações, com o intuito de compreender como se dá, através de cada intérprete, a explicitação dos sentidos inscritos na canção. Para tanto, nos utilizamos da Análise Semiótica do Canto Popular, prática analítica desenvolvida por Regina Machado a partir de estudos sobre a Semiótica da Canção em junção com estudos sobre os elementos da voz.


Palavras-chave


canção; comportamento vocal; sentido

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2016.127612



Publicação do Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral da FFLCH-USP
ISSN: 1980-4016
Esta obra está licenciada com uma Licença