Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Mestiçagem e imigração: triagem e mistura em um discurso do século XIX

Alexandre Marcelo Bueno

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo discutir o processo de mestiçagem em sua relação com as discussões sobre a imigração no Brasil do século XIX. Para isso, utiliza elementos conceituais da semiótica tensiva, em particular os conceitos de triagem, mistura e campo de presença para examinar como se constroem as características passionais dos diferentes grupos imigrantes sobre as quais recai a moralização. Como parte da análise, depreendeu-se dois diferentes processos de mestiçagem que envolvem questões como a aspectualidade do processo, que determina a rapidez ou a lentidão da mistura, e a tonicidade ligada aos aspectos biológicos que orienta a interrupção do processo. Além disso, considerou-se também os elementos características de cada grupo imigrante envolvidos na mistura proposta pelo texto como uma forma de se perceber as variações aspectuais dadas. Por meio da noção de campo de presença, foi proposta a sua relação com a moralização como um modo de compreender as simpatias e as antipatias do enunciador em relação aos diferentes grupos imigrantes presentes em seu discurso. Procura-se assim discutir algumas questões sobre o fenômeno da mestiçagem que aparentemente não são observadas em outras áreas do saber que tratam do mesmo assunto.


Palavras-chave


imigração; mistura; triagem; campo de presença; moralização

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2016.127623



Publicação do Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral da FFLCH-USP
ISSN: 1980-4016
Esta obra está licenciada com uma Licença