Portal da USP Portal da USP Portal da USP

“Criança pode cantar e dançar funk?” – as repercussões dos vídeos de MC Melody e as disputas no campo da infância

Renata Tomaz

Resumo


A pesquisa de onde este trabalho se origina investiga, a partir de práticas comunicacionais, a aceleração dos processos que constroem socialmente a infância. Nesse sentido, este artigo objetiva verificar a que infância fazem referência os discursos que negam, na performance de MC Melody, cantora de funk de oito anos, uma “vida de criança”. Serão analisados os comentários de internautas feitos em relação a uma reportagem do programa Domingo Espetacular (Rede Record) baseada na seguinte questão: “uma criança pode cantar e dançar funk?”. Com base na proposta da teoria fundamentada, a análise revelou, dentre outras coisas, que as críticas à cantora mirim e a sua família, principalmente seu pai, estão embasadas em uma concepção moderna de infância.


Palavras-chave


MC Melody; funkeiros mirins; infâncias; teoria fundamentada

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2016.127627



Publicação do Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral da FFLCH-USP
ISSN: 1980-4016
Esta obra está licenciada com uma Licença