Paixão e memória a partir da letra de "Detalhes"

  • Lucas Porto de Queiroz Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Semiótica, Zilberberg, Paixão, Memória, Detalhes

Resumo

Aproximando das categorias da semiótica standard o arcabouço teórico-metodológico legado por Claude Zilberberg, chamaremos atenção para algumas nuances passionais reconhecíveis na letra de “Detalhes”, canção de Roberto e Erasmo Carlos sobejamente difundida entre o público brasileiro. Tentaremos, também, mostrar de que modo os conceitos memória-acontecimento e memória do acontecido, cunhados por Barros (2011) na esteira dos estudos tensivos em semiótica, podem ser vistos como importantes vetores dos arranjos passionais implícitos no texto. Ao fim e ao cabo, esperamos que a análise empreendida recubra em superfície o objetivo mais profundo deste escrito, qual seja, render uma homenagem à obra de Claude Zilberberg.

Biografia do Autor

Lucas Porto de Queiroz, Universidade de São Paulo

Doutorando em Semiótica e Linguística Geral pela Universidade de São Paulo (USP).

Publicado
2019-04-11
Como Citar
Queiroz, L. (2019). Paixão e memória a partir da letra de "Detalhes". Estudos Semióticos, 15, 156-166. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2019.154122