A construção de sentido em enunciados de atividades em livros didáticos

Palavras-chave: Enunciados de atividades, Livro didático, Semiótica, Enunciação

Resumo

O artigo tem por tema a construção de sentido em enunciados de atividades de livros didáticos. O objetivo é mostrar as estratégias discursivas de que se vale o enunciador para manipular o enunciatário, visando levá-lo a aceitar o contrato proposto. A análise do corpus mostrou que as atividades não se restringem a verificar se o estudante aprendeu o conteúdo exposto, pois também dão voz aos enunciatários para que manifestem opiniões e vivências pessoais. O trabalho se justifica pelo fato de que, pelo menos na rede pública de ensino, o livro didático é o instrumento que norteia professores em sua atividade pedagógica e as atividades nele inseridas são um dos instrumentos pelos quais os docentes avaliam o aprendizado. O corpus é constituído por enunciados de atividades de livros didáticos de disciplinas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, publicados por editoras sediadas em São Paulo, destinados ao mercado privado e à rede pública. A fundamentação teórica são os estudos da enunciação e da Semiótica de linha francesa. Os resultados mostram que nos vários tipos de atividades há um efeito de sentido de proximidade, revertendo a assimetria aluno/professor característica dos livros didáticos mais antigos. 

Biografia do Autor

Ernani Terra, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Pesquisador da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Referências

ARARIBÁ Plus: História. Obra coletiva, desenvolvida e produzida pela Editora Moderna; editora organizadora Maria Raquel Apolinário. 5ª ed. São Paulo: Moderna, 2018.
BAKHTIN, Mikhail. “Os gêneros do discurso”. In: BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 6ª. ed. São Paulo; WMF Martins Fontes, 2011. p. 261-306.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Teoria semiótica do texto. 4ª ed. São Paulo: Ática, 2003.
BENVENISTE, Émile. “Estrutura das relações de pessoa no verbo”. In: BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral I. Trad. Maria da Glória Novak e Maria Luisa Neri. 4ª ed. Campinas, SP: Pontes, Editora da Universidade estadual de Campinas, 1995. p. 247-259.
BORGATTO, Ana; BERTIN, Terezinha; MARCHEZI, Vera. Tudo é linguagem: Língua portuguesa, 8º ano. São Paulo: Ática, 2007.
CEREJA, William. Roberto.; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português Linguagens, 2. 8ª ed. São Paulo: Atual, 2012.
CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano 1. Artes de fazer. Trad. Ephraim Ferreira Alves. 13ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.
DANTE, Luiz Roberto. Matemática 4º ano. Projeto Apis. São Paulo: Editora Ática, 2016.
DIAFÉRIA, Celina; PINTO, Mayra. Construindo consciências: português 8. São Paulo: Scipione: 2007.
FIORIN, José Luiz. As astúcias da enunciação: as categorias de pessoa, espaço e tempo. 2ª. ed. São Paulo: Ática, 2001.
GEWANDSZNAJDER, Fernando. Ciências Planeta Terra. Projeto Teláris, 6º ano, São Paulo: Ática, 2015.
HERNANDES, Roberta.; BARRETO, Ricardo Gonçalves. Da escola para o mundo: projetos integrados. 8º e 9º anos. São Paulo: Ática, 2018.
MARCHA CRIANÇA, História e Geografia, 5º ano. Autores: Maria Teresa, Maria Elisabete e Armando Coelho, São Paulo: Scipione: 2015.
MARCUSCHI, Luiz Antônio. “Compreensão do texto: algumas reflexões”. In: DIONISIO, Angela Paiva; BEZERRA, Maria Auxiliadora (orgs.). O livro didático de Português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001. p. 46-59.
MOREIRA, João Carlos; DE SENE, Eustáquio. Geografia geral e do Brasil. 8º ano. São Paulo: Scipione, 2014.
RIBEIRO, Wagner Costa. Por dentro da geografia. 6º ano. São Paulo: Saraiva, 2016.
TERRA, Ernani. Leitura de professores: uma teoria da prática. Tese (Doutorado em Língua portuguesa). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2012.
VELÁSQUEZ, Marisol. Aplicación del Marco Teórico a una investigatión empírica. In: VIRAMONTE DE ÁVALOS, M. Compreensión lectora: dificultates estratégicas en la resolución de preguntas inferenciales. Buenos Aires: Edciciones Colihue, 2000.
VEM VOAR, 3º ano Interdisciplinar. Ciências, Geografia e História. Obra didática de natureza coletiva produzida e organizada pela Editora Scipione, São Paulo: Scipione, 2017.
VICENTINO, Cláudio et. al. História: ensino médio, volume único, parte 1. São Paulo: Scipione, 2014.
Publicado
2019-12-23
Como Citar
Terra, E. (2019). A construção de sentido em enunciados de atividades em livros didáticos. Estudos Semióticos, 15(2), 262-279. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2019.159966