Algumas reflexões sobre o papel dos estudos linguísticos e discursivos no ensino-aprendizagem na escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2019.165195

Palavras-chave:

Estudos linguísticos e discursivos, Semiótica discursiva, Ensino-aprendizagem na escola, Discursos intolerantes e preconceituosos, Discursos mentirosos e falsos, Leitura de textos na internet

Resumo

Tratamos, neste artigo, do papel dos estudos linguísticos e discursivos, e, em particular, da semiótica discursiva, no ensino-aprendizagem na escola. Mostramos, de forma muito resumida, alguns dos conhecimentos que esses estudos já produziram, e continuam a fazê-lo, sobre a intolerância na e da linguagem, sobre a construção de discursos de aceitação e inclusão social, contrários aos preconceituosos e intolerantes, e, principalmente, sobre a verdade e a mentira dos textos, sobretudo na internet, e, a partir daí, apontamos alguns rumos para o ensino-aprendizagem na escola em relação a essas questões. A razão disso é que, para que haja realmente aceitação social das diferenças, para que a mudança social e discursiva proposta tenha grande alcance, para que as crianças e os jovens aprendam a ler textos da internet e a desmascarar a mentira que fundamenta muitos deles, é necessário que esses saberes levem realmente a repensar o ensino-aprendizagem, pois, sem a escola, as mudanças discursivas e sociais esperadas não acontecem ou não têm a penetração desejada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diana Luz Pessoa de Barros, Universidade de São Paulo e Universidade Presbiteriana Mackenzie

Professora Titular e Emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP) e do Centro de Comunicação e Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), São Paulo, SP, Brasil. Bolsista produtividade (Pesquisador 1A) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Preconceito e separatismo no discurso: um discurso separatista gaúcho. Organon, 23, 1995. p. 199-204.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Uso de termos estrangeiros no português do Brasil: imagens do outro e de sua língua. In: CORTINA, Arnaldo; MARCHEZAN, Renata Coelho (orgs.). Razões e sensibilidades: a semiótica em foco. Araraquara: Acadêmica, 2004. p. 203-220.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. A identidade intolerante no discurso separatista. Filologia e Linguística Portuguesa, v. 9, 2008a. p. 147-167.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Discurso, indivíduo e sociedade: preconceito e intolerância em relação à linguagem. In: NAVARRO, Pedro (org.). O discurso nos domínios da linguagem e da história. São Carlos, SP: Claraluz, 2008b.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Preconceito e intolerância em gramática do português. In: BARROS, Diana Luz Pessoa de; FIORIN, José Luiz (orgs.) A fabricação dos sentidos. Estudos em homenagem a Izidoro Blikstein. São Paulo: Humanitas, v. 1, 2008c. p. 339-363.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Uma reflexão semiótica sobre a “exterioridade” discursiva. ALFA. Revista de Linguística, 53 (2): 35, 2009. p. 13-64.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. (org.). Preconceito e intolerância. Reflexões linguístico-discursivas. São Paulo: Editora Mackenzie, 2011.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Emoções e paixões nos discursos: perspectiva semiótica. In: BASTOS, Neusa Barbosa (org.). Língua portuguesa. Aspectos linguísticos, culturais e identitários. São Paulo: Educ, 2012. p. 91-105.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Política e intolerância. In: FULANETI, Oriana; BUENO, Alexandre Marcelo (orgs.). Linguagem e política: princípios teórico-discursivos. São Paulo: Contexto, 2013. p. 71- 92.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. A complexidade discursiva na internet. CASA. Cadernos de Semiótica Aplicada, n. 13, 2015. p. 13-31.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. (org.). Margens, periferias, fronteiras: estudos linguístico-discursivos das diversidades e intolerâncias. São Paulo: Editora Mackenzie, 2016a.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Estudos discursivos da intolerância: o ator da enunciação excessivo. Cadernos de Estudos Linguísticos, n. 58, 2016b. p. 7-24.
BARROS, Diana Luz Pessoa de. Intolerância e ensino. In: BASTOS, Neusa Barbosa (org.). Língua portuguesa e lusofonia: história, cultura e sociedade. São Paulo: Educ, 2016c. p. 195-210.
BLIKSTEIN, Izidoro. Indo-europeu, Linguística e ... racismo. Revista da USP, n. 14, 1992. p. 104-110.
BLIKSTEIN, Izidoro. Linguistique, Indo-Européen et Racisme. Cahier International du Centre D’Études et de Documentation de la Fondation Auschiwitz. Bruxelas, 2002. p. 85-98.
DISCINI, Norma. Intertextualidade e conto maravilhoso. São Paulo: Humanitas, 2002.
DISCINI, Norma. O estilo nos textos. São Paulo: Contexto, 2003.
FIORIN, José Luiz. O regime de 1964: discurso e ideologia. São Paulo: Atual, 1988a.
FIORIN, José Luiz. Linguagem e Ideologia. São Paulo: Ática, 1988b.
FIORIN, José Luiz. Algumas considerações sobre o medo e a vergonha. Cruzeiro Semiótico, nº 16, 1992. p. 55-63.
FONTANILLE, Jacques; ZILBERBERG, Claude. Tensão e significação. São Paulo, Discurso/Humanitas, 2001. (original francês de 1998).
GREIMAS, Algirdas Julien. Sobre o sentido: ensaios semióticos. Petrópolis: Vozes, 1975 (original francês de 1970).
GREIMAS, Algirdas Julien. Sobre o sentido II. São Paulo, Nankin, EDUSP, 2014. (original francês de 1983).
GREIMAS, Algirdas Julien; COURTÉS, Joseph. Dicionário de Semiótica. São Paulo, Contexto, 2008. (original francês de 1979).
HARKOT DE LA TAILLE, Elizabeth. Ensaio semiótico sobre a vergonha. São Paulo: Humanitas, 1999.
LOTMAN, Iúri. Semiótica dos conceitos de “vergonha” e “medo”. In: Iíri Lotman et alii. Ensaios de semiótica soviética. Lisboa: Horizonte, 1981. p. 237-240.
OLIVEIRA, Ana Claudia de; TEIXEIRA, Lucia (orgs.). Linguagens na comunicação: desenvolvimentos de semiótica sincrética. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009.
ZILBERBERG, Claude. As condições semióticas da mestiçagem. In: CAÑIZAL, Eduardo Peñuela; CAETANO, Kati Eliana (orgs.). O olhar à deriva: mídia, significação e cultura. São Paulo: Annablume, 2004.
ZILBERBERG, Claude. Éléments de grammaire tensive. Limoges: Pulim, 2006.
ZILBERBERG, Claude. Louvando o acontecimento. Galáxia, 13, 2007. p. 13-28.

Downloads

Publicado

2019-12-23

Como Citar

Barros, D. L. P. de. (2019). Algumas reflexões sobre o papel dos estudos linguísticos e discursivos no ensino-aprendizagem na escola. Estudos Semióticos, 15(2), 1-14. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2019.165195