Dialogismo e tensividade

  • Conrado Moreira Mendes PUC-MG Poços de Caldas
Palavras-chave: dialogismo, tensividade, fait-divers, semiótica midiática

Resumo

Neste artigo, articula-se a noção de dialogismo, advinda das teorias do Círculo de Bakhtin, com o conceito de tensividade, desenvolvido no âmbito da semiótica de vertente tensiva. Propõe-se que, em se tratando do fait divers, relações dialógicas, que constituem qualquer dizer, sobredeterminam a expectativa, o querer-saber, do enunciatário desse gênero do discurso, tornando-a mais intensa, tônica. Para verificar tal
proposta, apresenta-se um diálogo do relato sobre o Caso Isabella Nardoni, televisionado pelo Jornal Nacional, da TV Globo, com dois contos dos Irmãos Grimm (2012) e com a tipologia do romance policial, prevista por Todorov (2006). Pelo que se pode demonstrar por meio das análises realizadas, relações dialógicas – do âmbito do interdiscurso – repercutem no intradiscurso em termos de tensividade, isto é, de gradientes de intensidade e extensidade.
Publicado
2014-12-13
Como Citar
Mendes, C. M. (2014). Dialogismo e tensividade. Estudos Semióticos, 10(2), 45-52. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2014.90145
Seção
Artigos