Esquecimentos, fantasias e sexualidade infantil: efeitos da autoanálise de Freud

  • André Oliveira Costa Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Diversitas - Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos

Resumo

Durante seu período de autoanálise, normalmente situado pelos estudiosos de sua obra entre os anos de 1897 e 1900, Freud descobriu, através da investigação de seus próprios sonhos e de suas lembranças infantis, os traços fundamentais de nosso inconsciente. Nesse artigo, nos propomos a desdobrar, através dos textos desse período, o processo e o contexto de descoberta que o levou a propor, dentre outros, o esquecimento, a fantasia e a sexualidade infantil como elementos estruturantes para o funcionamento do aparelho psíquico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-01
Como Citar
Costa, A. (2016). Esquecimentos, fantasias e sexualidade infantil: efeitos da autoanálise de Freud . Estilos Da Clinica, 21(1), 200-217. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v21i1p200-217
Seção
Fundamentos