Adolescência e expressões do mal-estar na escola: estudo de casos

  • Cristiana Carneiro Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Lívia Tedeschi Rondon de Souza Universidade Federal Fluminense.
  • Luciana Gageiro Coutinho Universidade Federal Fluminense. Faculdade de Educação
  • Raisa de Paula Fernandes da Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: educação, psicanálise, adolescência, mal-estar, estudo de casos

Resumo

O artigo visa a apresentar parte de um estudo de casos de dois adolescentes encaminhados pela escola ao serviço de psiquiatria. A pesquisa realiza interface entre os campos da Psicanálise e da Educação. A partir da metodologia de pesquisa-intervenção, o material recolhido nos anos de 2013 e 2014 foi agrupado para análise, sendo elencadas categorias e subcategorias temáticas extraídas das falas dos próprios adolescentes. Conclui-se que os impasses na área da escolarização são constituídos por múltiplos fatores, que não apenas os de ordem individual, o que se contrapõe à lógica contemporânea da medicalização dos problemas escolares

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiana Carneiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Psicanalista. Professora adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Lívia Tedeschi Rondon de Souza, Universidade Federal Fluminense.
Graduanda do curso de Psicologia da Universidade Federal Fluminense (UFF). Bolsista de iniciação científica Faperj
Luciana Gageiro Coutinho, Universidade Federal Fluminense. Faculdade de Educação
Professora adjunta da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF)
Raisa de Paula Fernandes da Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Graduanda do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Publicado
2016-12-17
Como Citar
Carneiro, C., Souza, L., Coutinho, L., & Silva, R. de P. (2016). Adolescência e expressões do mal-estar na escola: estudo de casos. Estilos Da Clinica, 21(3), 548-572. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v21i3p548-572
Seção
Artigos