Intervenção precoce e a clínica fonoaudiológica

Autores

  • Ana Lúcia F. Nobile Girardi Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i1p144-163

Palavras-chave:

bebês prematuros, fonoaudiologia, subjetividade, parentalidade

Resumo

Este trabalho traz uma reflexão a partir de minha trajetória profissional, desde 1994, no Hospital Regional de Assis/SP sobre a clínica com bebês nascidos prematuramente. No início, as ações fonoaudiológicas com bebês estiveram inspiradas pela legitimidade do discurso do risco, em que se apoia a área. Entretanto, o comprometimento com a clínica ocasionou o meu afastamento desse discurso e, consequentemente, engendrou a aposta na força determinante da linguagem na estruturação subjetiva, isto é, na força do discurso como fonte de possibilidade de um vir-a-ser-sujeito da cria humana, atuando como posição de antecipação introduzida pelo laço com a parentalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-06-01

Como Citar

Girardi, A. L. F. N. (2010). Intervenção precoce e a clínica fonoaudiológica. Estilos Da Clinica, 15(1), 144-163. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i1p144-163