A clínica psicanalítica dos transtornos psicossomáticos: de Freud a Winnicott

  • Maria Vitória Campos Mamede Maia Universidade Federal do Rio de Janeiro; Departamento de Educação
  • Nadja Nara Barbosa Pinheiro Universidade Federal do Paraná; Laboratório de Psicanálise
Palavras-chave: transtornos psicossomáticos, clínica psicanalítica, holding, integração

Resumo

O artigo reflete sobre as dificuldades da clínica dos Transtornos Psicossomáticos. Baseia-se em Freud e Winnicott para conceituá-los como uma defesa psíquica referente a um modo de organização subjetiva bastante arcaico do desenvolvimento afetivo no qual a função simbólica operada pela linguagem ainda não fora alcançada pelo infante. Destaca-se a necessidade de se incluir o holding como instrumento clínico além da interpretação. Como ilustração, apresenta-se um caso clínico no qual o movimento de integração das vivências pré-verbais requisitou o envolvimento de todos os membros de uma família.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-06-01
Como Citar
Maia, M., & Pinheiro, N. (2010). A clínica psicanalítica dos transtornos psicossomáticos: de Freud a Winnicott. Estilos Da Clinica, 15(1), 164-177. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i1p164-177