A fala criativa das crianças e os efeitos poéticos: recortes a partir da clínica psicanalítica com crianças

  • Paula Oliveira Sobral Universidade de Brasília (UnB)
  • Terezinha de Camargo Viana Universidade de Brasília (UnB)
Palavras-chave: Fala criativa, Efeitos poéticos, Fantasia, Linguagem, Clínica

Resumo

O artigo propõe uma reflexão a respeito da relação entre a fala criativa das crianças e os efeitos poéticos, a partir de recortes da clínica psicanalítica com crianças. Tomamos como base os textos: “Escritores criativos e devaneios”, no qual Freud estabelece uma relação entre a forma como a criança constrói seu mundo de linguagem e de brinquedo, as fantasias do adulto e a questão poética; e “A função criativa da palavra”, no qual Lacan toma a palavra em sua função criativa e criadora, enfatizando a linguagem como estruturante da subjetividade. Nosso intuito é identificar elementos participantes da constituição subjetiva da criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Oliveira Sobral, Universidade de Brasília (UnB)
Psicóloga. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura da Universidade de Brasília (UnB)
Terezinha de Camargo Viana, Universidade de Brasília (UnB)
Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UnB). Pesquisadora bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Publicado
2014-12-21
Como Citar
Sobral, P., & Viana, T. (2014). A fala criativa das crianças e os efeitos poéticos: recortes a partir da clínica psicanalítica com crianças. Estilos Da Clinica, 19(3), 436-450. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v19i3p436-450