Aportes teóricos e reflexões sobre o racismo estrutural no Brasil

Autores

  • Humberto Bersani Universidade de São Paulo. Faculdade De Direito

DOI:

https://doi.org/10.11606/extraprensa2018.148025

Palavras-chave:

Racismo estrutural, Escravismo, Exclusão social

Resumo

O artigo pretende analisar o racismo enquanto um elemento estrutural de opressão no Brasil. Para tanto, são consideradas as contribuições teóricas de Jacob Gorender, Clóvis Moura, Caio Prado Júnior e Nelson Werneck Sodré, destacando-se o escravismo colonial e sistematizado, a economia colonial e a formação do capitalismo no Brasil. A partir do levantamento bibliográfico e estabelecidas as relações entre os referenciais, será apresentada uma proposta de compreensão do racismo estrutural. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Humberto Bersani, Universidade de São Paulo. Faculdade De Direito

Doutor em Direitos Humanos pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo - USP. 

Referências

GORENDER, Jacob. O escravismo colonial. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2010.

GUILLAUMIN, Colette. L’idéologie raciste. Paris: Étitions Gallimard, 2002.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Racismo e antirracismo no Brasil. 3. ed. São Paulo: Editora 34, 2009.

MOURA, Clóvis. Dialética radical do Brasil negro. 2. ed. São Paulo: Fundação Maurício Grabois co-edição com Anita Graibaldi, 2014.

MUNANGA, Kabengele. Teoria social e relações raciais no Brasil contemporâneo. Cadernos Penesb–Periódico do Programa de Educação sobre o Negro na Sociedade Brasileira (Especial curso ERER), n. 12, p. 1-384, 2010.

OLIVEIRA, Dennis de. Racismo estrutural – apontamentos para uma discussão conceitual. Disponível em: <http://movimientos.org/es/dhplural/foro-racismo/show_text.php3%3Fkey%3D371>. Acesso em 23 jun. 2018.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. GRUPO DE TRABALHO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE AFRODESCENDENTES. Grupo de trabalho da ONU sobre afrodescendentes divulga comunicado final sobre visita ao Brasil. Disponível em: <http://nacoesunidas.org/grupo-de-trabalho-da-onu-sobre-afrodescendentes-divulga-comunicado-final/>. Acesso em 23 jun. 2018.

PRADO JR., Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

SODRÉ, Nélson Werneck. Capitalismo e revolução burguesa no Brasil. Belo Horizonte: Oficina de Livros, 1990.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

2018-08-31

Como Citar

Bersani, H. (2018). Aportes teóricos e reflexões sobre o racismo estrutural no Brasil. Revista Extraprensa, 11(2), 175-196. https://doi.org/10.11606/extraprensa2018.148025