Elementos de identidade em iniciativas de jornalismo independente

  • Edgard Patrício Universidade Federal do Ceará
  • Raphaelle Batista Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: jornalismo, iniciativas independentes, autonarrativas, identidade jornalística

Resumo

Diante das transformações do capitalismo, o jornalismo também sofre alterações (CHARRON e BONVILLE, 2016). Uma dessas mudanças é o fortalecimento do jornalismo independente (REIS, 2017). Fonseca e Kuhn (2009) chamam a atenção para o impacto das mudanças na identidade jornalística. O objetivo deste artigo é analisar os elementos de identidade jornalística presentes nas autonarrativas de grupos de produção de jornalismo independente em plataformas digitais. Com base na etnografia virtual (HINE, 2004) e na análise do discurso (FAIRCLOUGH, 2001), percorremos o texto que aparece nas abas ‘quem somos’ e ‘sobre’ de 11 (onze) grupos de jornalistas que se autodeclaram como independentes e disseminam suas produções em plataformas digitais. A análise tenta responder como as novas práticas profissionais reorientam os conceitos de jornalismo e jornalistas para esses grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edgard Patrício, Universidade Federal do Ceará

É jornalista, professor do Programa de Pós-graduação em Comunicação e do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará. Coordenador do grupo de pesquisa PráxisJor – Práxis no Jornalismo.

Raphaelle Batista, Universidade Federal do Ceará

É jornalista, mestranda do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará. Participante do grupo de pesquisa PráxisJor – Práxis no Jornalismo.

Referências

AGNEZ, Luciane Fassarella. Identidade profissional no jornalismo brasileiro: a carreira dos correspondentes internacionais. Tese (Doutorado em Comunicação) – Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade de Brasília – 2014.

ANTONIOLI, Maria Elisabete. Jornalismo e jornalistas: uma discussão acerca do perfil do profissional. Texto apresentado no 14º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo. Palhoça (SC), 2016. Disponível em http://sbpjor.org.br/congresso/index.php/sbpjor/sbpjor2016/paper/viewFile/107/175. Acesso em 10/06/2017.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Rio de janeiro: Jorge Zahar, 2005.

CARNEIRO, Cristine Gerk Pinto. Identidade jornalística e mediação midiática no século XXI. Trabalho apresentado durante o IV Encontro Regional Sudeste de História da Mídia. Rio de Janeiro, 2016. Disponível em http://www.historiadamidiasudeste.com/uploads/8/0/3/0/80305748/j09.pdf. Acesso em 19/02/2017.

CHARRON, Jean. BONVILLE, Jean de. Natureza e transformação do jornalismo. Florianópolis: Insular; Brasília: FAC Livros, 2016.

CHRISTOFOLETTI, Rogério. Novos pactos com os públicos e mais transparência. https://jornalismonobrasilem2017.com/novos-pactos-com-os-p%C3%Bablicos-e-mais-transpar%C3%Aancia-6048fabbc6a1. Acesso em 27/07/2017.

DADER, José Luis. La débil identidad del periodismo en la hipermodernidad. Nueva Revista - número 128 [6] - 2010.

DEUZE, Mark Deuze; WITSCHGE, Tamara. Além do jornalismo. Leituras do Jornalismo. Ano 02 - Volume 02 - Número 04 - Julho-Dezembro de 2015.

FONSECA, V. P. S; SOUZA, P. H. R. (2006) O pós-fordismo na produção jornalística. Intexto, Porto Alegre: UFRGS, v. 2, n. 15, p. 1-18, julho/dezembro.

FONSECA, Virgínia Pradelina da Silveira; KUHN, Wesley Lopes. Jornalista contemporâneo: Apontamentos para discutir a identidade profissional. Intexto, Porto Alegre: UFRGS, v. 2, n. 21, p. 57-69, julho/dezembro 2009.

GROHMANN, Rafael do Nascimento. O trabalho do jornalista a partir dos processos comunicacionais e produtivos: dimensões teóricas em cenário de flexibilização e tensionamentos identitários. Estudos em Jornalismo e Mídia. Vol. 13 Nº 1. Janeiro a Junho de 2016.

HINE, Christine. Etnografía virtual. Barcelona: Editorial UOC, 2004.

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 1998.

LAUK, Lauk. HARRO-LOIT, Halliki. Journalistic Autonomy as a Professional Value and Element of Journalism Culture: The European Perspective (2016)

LIMA, V. Mídia, rebeldia urbana e crise de representação. In: Cidades Rebeldes. São Paulo: Boitempo, 2013, p. 89-94.

LIMA, V. Existe Jornalismo Independente? (2009) Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/interesse-publico/existe_jornalismo_independente/. Acesso em 27/07/2017.

LOPES FILHO, Boanerges Balbino; SILVA, Rafael Pereira da. Em tempos de mudanças estruturais: a busca pela compreensão do ethos discursivo e da identidade dos jornalistas em Assessoria de Imprensa. Trabalho apresentado durante o XXXVII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Foz do Iguaçu, setembro de 2014. Disponível em http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2014/resumos/R9-1581-1.pdf. Acesso em 19/02/2017.

LOPES, Fernanda Lima. Ser jornalista no Brasil: identidade profissional e formação acadêmica. São Paulo: Paulus, 2013.

MARQUES-HAYASAKI, Paula; ROCA-CUBERES, Carles; CASELLAS, Carles Singla. Nuevos perfiles profesionales y competencias en el ámbito periodístico: revisión de la literatura y entrevistas a profesionales en España. Brazilian Journalism Research - Volume 12 - Número 3 - 2016.

OLIVEIRA, Michele Roxo. Profissão jornalista: um estudo sobre representações sociais, identidade profissional e as condições de produção da notícia. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-graduação em Comunicação – Unesp, Bauru, 2005.

PEREIRA, F. H. Os jornalistas-intelectuais no Brasil: identidade, práticas e transformações no mundo social. Tese (Doutorado em Comunicação) - Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade de Brasília, 2008.

REIS, Mariana. Comunicar, resistir: um olhar sobre as práticas discursivas em rede do jornalismo independente no Brasil. Vozes&Diálogo. Itajaí, v. 16, n. 01, jan./jun. 2017.

ROXO, Michelle; GROHMANN, Rafael. Sentidos do Empreendedorismo no Campo Profissional Jornalístico. Comunicom 2014. Disponível em http://www.espm.br/download/Anais_Comunicon_2014/gts/gtum/GT01_Grohmann.pdf. Acesso em 11/07/2017.

VILLEGAS, Juan Carlos Suárez; JIMÉNEZ, Eva. La identidad de los periodistas españoles, entre el ideal y la realidad. Análisis de las intervenciones parlamentarias realizadas en el Congreso de los Diputados en 1994 y 2004. Anàlisi 47, 2012.

WALTZ, Igor. Mídia NINJA e o ethos profissional dos jornalistas: a ascensão da mídia livre sob a ótica da redação dos veículos de massa. Mediação, Belo Horizonte, v. 19, n.24, jan./jun. 2017.

Publicado
2020-07-20
Como Citar
Patrício, E., & Batista, R. (2020). Elementos de identidade em iniciativas de jornalismo independente. Revista Extraprensa, 13(2), 217-231. https://doi.org/10.11606/extraprensa2020.153326