Cartas ex-votivas: histórias de vidas, memórias social e comunicação

  • José Cláudio Alves de Oliveira

Resumo

O intuito do artigo é analisar alguns aspectos dos bilhetes e cartas ex-votivos, encontrados em salas de milagres dos santuários do Brasil e México. O trabalho parte de dados coletados no Projetos Ex-votos do Brasil e Ex-votos das Américas, em andamento, que objetiva identificar, catalogar e iconografar a rica tipologia dos ex-votos no Brasil e Américas. Aqui, o recorte tem por objetivo falar das cartas e bilhetes ex-votivos como fontes para a informação e a memória social, por serem ricas fontes para o estudo da história local, regional e nacional. No curso do texto alguns exemplos que ilustrarão o potencial desse documento, media ou simplesmente testemunho social. Como base, estão autores dos campos da memória, como Bérgson e Jacques Le Goff, da comunicação, a exemplo de Luiz Beltrão e José Marques de Melo, e da Museologia, a pesquisadora Maria Augusta da Silva. Orlandi, traz uma base para a argumentação sobre a análise do discurso, que faz parte das narrativas dos denominados “ex-votos bibliográficos”. Busca-se situar algumas questões relativas à gramática da escrita e aos suportes, que trazem características marcantes de uma rica tradição latina de longa duração, que almeja a relação entre o crente e o ente superior.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Cláudio Alves de Oliveira

Professor do PPG Museologia da Universidade Federal da Bahia. Pesquisador do CNPq, CAPES e FAPESB, Coordenador do Núcleo de Pesquisa dos Ex-votos, da FFCH-UFBA.

Publicado
2015-05-07
Como Citar
Oliveira, J. (2015). Cartas ex-votivas: histórias de vidas, memórias social e comunicação. Revista Extraprensa, 8(1), 52-66. https://doi.org/10.11606/extraprensa2014.85178