A presença de Nietzsche no percurso intelectual de Horkheimer

  • Eduardo Brandão Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Horkheimer, Nietzsche, Civilização.

Resumo

O presente artigo busca indicar as transformações na abordagem da filosofia de Nietzsche ao longo da produção intelectual de Horkheimer até o início da década de 1940. Nesse percurso, é possível perceber que o teor das análises de Nietzsche altera-se também na medida em que sua filosofia é contraposta ao marxismo, que nesse movimento surge com perda significativa de sua capacidade explicativa da realidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Arato, A. e Gebhardt, E. (orgs.). (1993). The essential Frankfurt School reader. New York: Continuum.

Chaves, E., (2010) “Não se pode falar de Nietzsche, sem relacioná-lo claramente à atualidade”. O Nietzsche “francês” nas páginas da Zeitschrift für Sozialforschung. Cadernos de Filosofia Alemã , 16, pp.147-165.

Habermas, J. (1986). „Bemerkungen zur Entwicklunggeschichte des Horkheimerschen Werkes“. In: Schmidt, A. & Altwicker, N. (orgs.) Max Horkheimer heute: Werk und Wirkung. Frankfurt am Main: Fischer.

____________. (s/d.). Textos e contextos. Tradução de Sandra Luippert Vieira. Lisboa: Instituto Piaget.

____________. (2007). Observações sobre o desenvolvimento da obra de Max Horkheimer. Tradução de Maurício Chiarello. Educação e Filosofia, 21(42), pp.273-293.

Horkheimer, M, (1987 – 1996). Gesammelte Schriften. 19 Bände. Frankfurt am Main: Fischer.

____________. (1993). “The end of reason”. In: Arato, A. e Gebhardt, E. (orgs.). The essential Frankfurt School reader. New York: Continuum.

____________. (2006). Teoria crítica I. Tradução de Hilde Cohn. São Paulo: Editora Perspectiva.

Nietzsche, F. (1988). Kritische Studienausgabe. Vol. 10. Berlin: Walter de Gruyter.

Reijen, W., Noerr, G. (orgs.). (1987). Vierzig Jahre Flaschenpost: Dialetik der Aufklärung 1947 bis 1987. Frankfurt am Main: Fischer.

Wiggershaus, R. (2002). A escola de Frankfurt. História, desenvolvimento teórico, significação política. Tradução de Lilyane Deroche-Gurgel e Vera de Azambuja Harvey. Rio de Janeiro: Difel.

Publicado
2017-10-04
Como Citar
Brandão, E. (2017). A presença de Nietzsche no percurso intelectual de Horkheimer. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, 22(2), 39-48. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v22i2p39-48
Seção
Artigos