Rousseau e suas autobiografias: além do autorretrato

  • Adriano Eurípedes Medeiros Martins Instituto Federal do Triângulo Mineiro
Palavras-chave: Rousseau, autobiografia, natureza humana.

Resumo

O sujeito que escreve sobre si mesmo e sua obra: eis a essência de uma obra autobiográfica. O estudo inicia pela abordagem da relação público-autor. Aqui os elementos “para quem” e “para quê”, apesar de significativos, serão secundários em face do autor que as escreve. Defendemos que o autor é uno com sua obra. Assim, Rousseau, ao se defender nas Confissões (1764-1770), está defendendo, por exemplo, o Contrato Social. Tal situação se repetirá com outras quatro obras confessionais e autobiográficas: Cartas ao Sr. Malesherbes (1762), Profissão de Fé do Vigário Saboiano (1762), Diálogos de Rousseau Juiz de Jean-Jacques (1772) e Devaneios de um caminhante solitário (1776-78).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

De Man, P. (1989). “Autobiography as De-Facement”. In: The Retoric of Romanticism. Nova York: Columbia University Press.

Lejeune, P. (1975). Le Pacte autobiographique. Paris: Seuil.

Rousseau, J-J. (1959-1995). Oeuvres Complètes. Bernard Gagnebin e Marcel Raymond (orgs). Paris: Pléiade-Gallimard, 5 vol.

___________. (1971). Oeuvres Complètes. Jean Fabre e Michel Launay (orgs). Paris: L´Intégrale-Du Seuil, 3 vol.

___________. (1986). Os devaneios do caminhante solitário. Brasília: Editora Universidade de Brasília.

___________. (1999). Emílio ou da Educação. São Paulo: Martins Fontes.

___________. (2005). Carta a Christophe de Beaumont e outros escritos sobre a religião e a moral. Organização e apresentação de José Oscar de Almeida Marques. São Paulo: Estação Liberdade.

___________. (2008). Confissões. Bauru, SP: EDIPRO.

___________. (2009). Textos autobiográficos & outros escritos. São Paulo: Editora UNESP.

Starobinski, J. (1971). Jean-Jacques Rousseau: la transparance de l’obstacle. Paris: Gallimard.

Stelzig, E. (2000). The Romantic Subject in Autobiography: Rousseau and Goethe. Charlottesville: Virginia University Press.

Publicado
2017-11-01
Como Citar
Martins, A. (2017). Rousseau e suas autobiografias: além do autorretrato. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, 22(3), 51-56. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v22i3p51-56
Seção
Artigos