A dialética do ofuscamento

  • Elvis Cesar Bonassa USP/Mestrando
Palavras-chave: Esclarecimento, Trabalho, Escola de Frankfurt, Marxismo, Kant, Revolução, Subjetividade

Resumo

O texto procura mostrar que um dos elementos essenciais do conceito de “esclarecimento” empregado por Adorno e Horkheimer na Dialética do esclarecimento é o trabalho, forma de relação entre o homem e a natureza que se desenvolveu historicamente como um processo de dominação. Os autores teriam como pressuposto de sua análise a crítica marxista, mas acrescentando a ela uma dimensão kantiana: a questão da subjetividade. Mais especificamente, de acordo com o artigo a seguir, o fim da subjetividade, substituída pelo controle ou pelo autoritarismo, que mergulham a sociedade em um estado de ofuscamento. Nessa situação, qualquer teoria da revolução que tenha como pressuposto o surgimento de um sujeito revolucionário está de antemão condenada.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1997-11-17
Como Citar
Bonassa, E. (1997). A dialética do ofuscamento. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, (3), 15-20. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v0i3p15-20
Edição
Seção
Artigos