Incitación para recuperar el futuro. Una lectura de la Razón Esperanzada de Ernst Bloch

  • Adrián Gurza Lavalle Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Utopia, Princípio esperança, Marxismo, Socialismo, Leste Europeu

Resumo

Este texto visa estimular o resgate e a releitura da obra do filósofo alemão, contemporânea e atual, porém paradoxalmente esquecida. Para isso, percorre em primeiro lugar as principais características do discurso blochiano, a recepção acadêmica e política decorrente delas, e, em seguida, as categorias centrais que sustentam sua Filosofia da Esperança. Baseado na diferença blochiana entre utopia e Esperança, o artigo encerra discutindo a pertinência da crítica do filósofo da Esperança ao Leste Europeu e sugerindo algumas lições para se pensar a crise da utopia socialista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adrián Gurza Lavalle, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Doutorando do Departamento de Ciência Política, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, bolsista CNPQ e professor da UNAM (Universidad Nacional Autônoma de México) e da UIA (Universidade Interamericana)

Publicado
1997-11-17
Como Citar
Lavalle, A. (1997). Incitación para recuperar el futuro. Una lectura de la Razón Esperanzada de Ernst Bloch. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, (3), 21-44. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v0i3p21-44
Edição
Seção
Artigos