Schopenhauer e a crítica de Walter Benjamin à noção romântica de alegoria

  • Rosa Gabriella de Castro Gonçalves Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Símbolo, Alegoria, Idéia, Conceito

Resumo

O objetivo do texto é discutir a separação entre linguagem e estética na filosofia de Schopenhauer a partir da crítica feita por Walter Benjamin em Origem do Drama Barroco Alemão à concepção romântica de alegoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosa Gabriella de Castro Gonçalves, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Mestranda do Departamento de Filosofia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo e bolsista CAPES
Publicado
1999-11-17
Como Citar
Gonçalves, R. G. (1999). Schopenhauer e a crítica de Walter Benjamin à noção romântica de alegoria. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, (5), 17-26. https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v0i5p17-26
Edição
Seção
Artigos